Egberto Gismonti

 
 
 
      Egberto tem um vastíssimo universo musical. Seu profundo conhecimento de música vai desde a música européia medieval, até o mais contemporâneo experimentalismo, passando pela música indígena Brasileira, e a música oriental. Seu primeiro sucesso foi "O Sonho", gravado por Elis Regina. Outro grande sucesso foi a música "Palhaço" para a peça "O grande circo místico". Egberto Gismonti é um mestre na fusão da música erudita e a música Brasileira. egberto
        Egberto Gismonti nasceu na cidade do Carmo em 1947. Começou seus estudos formais de música com  lições do piano na idade de seis. Após ter estudado música Erudita por 15 anos, foi a Paris onde aperfeiçoou seus estudos com Nadia Boulanger, professora de Quincy Jones e Almeida Prado, e Jean Barraqué, um discípulo de Schoenberg e de Webern. Gismonti conta uma estória engraçada de como conheceu Barraqué: "Morava em Paris num apartamento chiquérrimo na Avenida George V, cedido pela Maria Laforêt. Como era muito criticado por amigos, mudei para Montparnasse. Um belo dia o concierge do modesto prédio, Gérard, subiu a meu apartamento quando estava estudando Webern e achei que iria se repetir a história de quando morava em Vincennes e fizeram um abaixo-assinado para me tirar do prédio. Essa história é engraçada: o zelador usou como argumento o fato de eu tocar a Dança do Fogo fora de lugar. Imagine, a Dança do Fogo fora de lugar! Bem, o fato é que Gérard, além de exilado filho do embaixador do Haiti, era musicólogo e me perguntou se eu estava tocando Webern. Como bom colonizado brasileiro, achei que todos os zeladores de prédio franceses conhecessem Webern, mas era apenas a discriminação francesa de sempre que o transformou num zelador. Ele me perguntou se eu queria estudar com Barraqué, discípulo de Webern de quem nunca tinha ouvido falar. Ele pegou o telefone e acabei estudando com Barraqué."
        Retornando ao Brasil, a visão musical de Gismonti se espandira além do reino da música clássica; Gismonti foi atraído pelo Choro, que descreve como o "funk" Brasileiro. Para executar essa música, migrou para o vioão, primeiramente no clássico instrumento de seis cordas e depois o violão de oito cordas em 1973. Passou dois anos experimentando diferentes afinações e procurando por novos sons, usando flautas, kalimbas, sho, voz e sinos. No início dos anos setenta ele já tinha formado a base de sua concepção músical atual.
        O seu primeiro CD gravado pela ECM, foi um dueto com Nana Vasconcelos, o qual foi muito elogiado por seu frescor impressionante, enquando mantem a tradição da música latina americana . O disco "Sol Do Meio Dia",  inclui no duo o saxofonista janeiro Garbarek, o percussionista Collin Walcott e o guitarista Ralph Towner. Gismonti dedicou o album aos indios do Xingu.
        O CD "Solo", lançado em setembro 1979, apresenta Egberto sozinho no violão, no piano e nos sinos. Os críticos anunciaram-o como a mais pura e a mais detalhada visão de sua música a aparecer em gravações.
        Egberto é um músico muito prolífero, além de seus mais de cinquenta discos gravados, compôs música para balet, teatro e cinema em filmes como o "Parceiros da noite" e "Kuarup".

OUÇA ISSO!
 
Lôro Do disco "Sanfona"

Ciranda nordestina Do disco "Solo"

Mais sobre Egberto

[home] [galeria] [mais!] [intro]